Pe. Caetano Dolcimáscolo: o pioneiro



Há exatamente 77 anos, em 04/12/1935, nascia Pe. Caetano Maria Dolcimáscolo, o primeiro Missionário Servo dos Pobres destinado a iniciar a obra do Beato Giácomo Cusmano na Terra de Santa Cruz. Seu nome, desde então, passou a fazer parte da história dos Missionários Servos dos Pobres aqui no Brasil,  embora a vontade divina não tenha permitido que ele pisasse em solo brasileiro. 
Ele doou a vida no dia 05/03/1967, enquanto o avião da Varig que o levava ao Brasil se chocou contra o solo africano da Monróvia. Durante o impacto com o solo a aeronave rompeu-se e pegou fogo. O voo 837 tinha a bordo 90 pessoas, sendo 71 passageiros e 19 tripulantes; morreram 51 pessoas, entre os quais o Pe. Caetano.

Padre Caetano nasceu em Lercara Friddi, uma cidade da Província de Palermo, na Sicília, Itália. Ele emitiu os primeiros votos religiosos a 07/10/1961 e, superando as dificuldades de toda sorte, dois anos antes da trágica viagem, em 03/07/1965, foi ordenado sacerdote. Eis a oração que ele fez ao iniciar a vida religiosa:


Peço-te Senhor:
- um grande amor por ti, capaz de transformar e santificar todas as minhas ações;
- desapego total da minha vontade em cada momento e circunstância, para não querer senão aquilo que tu queres com alegria;
- um coração ardente e entusiasta como o Pe. giácomo que viveu somente pata Ti e para os pobres e seu espírito de sacrufício;
-  ver-Te em cada criatura e receber tudo das tuas mãos;
- saber encontrar-Te sempre e em toda a parte, no estudo, nas atividades; que esta busca de Ti me empenhe totalmente!" (Pe. Caetano)

Amém!!!




Pela oferta de sua vida a Deus e à Congregação, nós devemos ao Pe. Caetano, com responsabilidade, a continuidade de seu ideal em terras brasileiras. Esperamos corresponder com fidelidade e perseverança no seguimento de nossa vocação cusmaniana.  Ele, lá do céu,com certeza intercede por nós. 





← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Curtiu? Então Comente e Compartilhe!