A primeira vocação: o chamado à vida



Se eu não existisse, ninguém notaria minha ausência; nem notaria a ausência de qualquer outro que não existisse. Mas, antes de eu existir, Deus já me conhecia e me amava; por isso me chamou à vida: sou criatura sua. Cada pessoa é criatura de Deus, amada e convidada por ele ao banquete da vida. A vida é, assim, o primeiro chamado de Deus, a primeira vocação.
Se a vida já é vocação, devo-lhe uma resposta. Qual será a resposta que Deus espera de mim? Certamente a vida tem um sentido a descobrir, uma obra a realizar. E ninguém o faz em meu lugar. A primeira resposta ao chamado da vida é o valor pela vida, o cuidado pela vida de cada pessoa e de toda a criação. Cuidar da vida é compromisso sagrado de quem a considera um dom de Deus confiado aos cuidados do ser humano. Colocar-se a serviço da vida já é responder à vocação.
A vocação é como um diálogo entre Deus e o vocacionado; a iniciativa é de Deus; a resposta é do ser humano. Em clima de oração, acolher o próprio ser como um dom e presente que Deus me faz agora: corpo, espírito, saúde, energias, desejos, necessidade de amar e de ser amado, impulso para o infinito, capacidade de relações… Eu mesmo sou um dom de Deus: tudo em mim procede dele. E porque procedo dele, todo o meu ser é bom.
O homem é chamado a servir Deus, a construir comunhão com seus semelhantes e a ser um projeto de vida; projeto é construção que acontece aos poucos, sendo que o arquiteto é Deus. Assim, a vocação tem uma dimensão pessoal e uma dimensão comunitária: pessoal, porque ninguém pode responder em meu lugar; comunitária, porque ela precisa da comunidade para desabrochar.
O Beato Giácomo Cusmano, fundador  dos Missionários Servos dos Pobres, tinha um imenso cuidado pela vida, tanto é que ele se fez médico para minorar os sofrimentos humanos. Mas ele foi além, queria diminuir não só as dores físicas das pessoas, mas também os males espirituais. Vivendo heroicamente a "Caridade sem limites", Giácomo Cusmano fundou a Associação do Bocado do Pobre, as Irmãs Servas dos Pobres e os Missionários Servos dos Pobres, a fim de socorrer às necessidades das pessoas mais carentes, tanto material quanto espiritualmente.

MOMENTO DE ORAÇÃO



Reze o Salmo 138 (139), procurando entender como a vida é vocação. Medite a Palavra de Deus e depois tente fazer você também uma oração de louvor a Deus, fonte da vida.



1) Qual o sentido que estou dando à minha vida? 
2) Que valores considero importantes para me realizar como um ser chamado para a vida?
3) Quais são os modelos que busco seguir em minha vida?
4) Se vocação é um chamado de Deus e uma resposta da pessoa humana, como é que eu me relaciono com Deus e me deixo influenciar por Ele?
5) Relembre e escreva alguns fatos que mais marcaram a sua vida. Faça uma descrição de sua pessoa, qualidades, defeitos, talentos ... (seja o mais completo possível)




← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Curtiu? Então Comente e Compartilhe!